Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2010
Imagem
            O Painel Intergovernamental para Alterações Climáticas deverá sofrer alterações no seu modo de funcionamento e de liderança, defende um grupo de especialistas, designado de Conselho Inter-Académico. Os membros de academias científicas entendem, contudo, que o grupo da ONU em geral funciona bem. Uma série de erros tem afectado a credibilidade do Painel, que em 2007 recebeu o Prémio Nobel da Paz.         O grupo de trabalho da ONU para as alterações climáticas funciona bem, regra geral, mas deveriam ser introduzidas mudanças: precisa de um director executivo, maior abertura e mudanças mais regulares de liderança. Os membros de 15 academias científicas de diferentes países sublinham a necessidade de maiores cuidados do Painel aquando da revisão das suas investigações.
Esta é uma alusão a erros de conclusões no Painel da ONU, como aquele do relatório de 2007, em que dizia que o gelo dos Himalaias iria derreter antes de todos os outros, podendo mesmo desaparecer até 2035. Do mes…
Imagem
Todos os dias acompanhamos na televisão, nos jornais e revistas as catástrofes climáticas e as mudanças que estão ocorrendo, rapidamente, no clima mundial. Nunca se viu mudanças tão rápidas e com efeitos devastadores como tem ocorrido nos últimos anos. A Europa tem sido castigada por ondas de calor de até 40 graus centígrados, ciclones atingem o Brasil (principalmente a costa sul e sudeste), o número de desertos aumenta a cada dia, fortes furacões causam mortes e destruição em várias regiões do planeta e as calotas polares estão derretendo (fator que pode ocasionar o avanço dos oceanos sobre cidades litorâneas). O que pode estar provocando tudo isso? Os cientistas são unânimes em afirmar que o aquecimento global está relacionado a todos estes acontecimentos.  Pesquisadores do clima mundial afirmam que este aquecimento global está ocorrendo em função do aumento da emissão de gases poluentes, principalmente, derivados da queima de combustíveis fósseis (gasolina, diesel, etc), na atmos…

Aquecimento global / Efeito estufa

Imagem
Do total de raios solares que atingem o planeta quase 50% ficam retidos na atmosfera, o restante que alcança a superfície terrestre aquece e irradia calor, esse processo é chamado de efeito estufa.

Apesar do efeito estufa ser figurado como algo ruim, esse processo é um evento natural que favorece a proliferação da vida no planeta Terra. O efeito estufa tem como finalidade impedir que a Terra esfrie demais, caso a Terra tivesse a temperatura muito baixa certamente não teríamos tantas variedades de vida. Contudo, recentemente uma série de estudos realizados por pesquisadores e cientistas, principalmente no século XX, têm indicado que as ações antrópicas (ações do homem) têm agravado esse processo por meio de emissão de gases na atmosfera, especialmente o CO2.

O dióxido de carbono CO2 é produzido a partir da queima de combustíveis fósseis usados em veículos automotores movidos à gasolina e óleo diesel. Esse não é o único agente que contribui para emissão de gases, existem outros como a…

Número de queimadas no Brasil aumenta mais de 90% em relação a 2009

Imagem
Em relação ao dia 16, o número de focos de incêndios acumulado havia aumentado 100% na comparação com o mesmo período de 2009. O Inpe registrava, na data, 30.825 focos de incêndios em todo o Brasil, o dobro de 2009, quando foram registrados 15.228 focos. Ouvido na terça-feira pela Agência Brasil, o coordenador do Monitoramento de Queimadas do Inpe, Alberto Setzer, 2010 está sendo um ano muito mais seco do que 2009, com temperaturas mais altas, umidade relativa do ar mais baixa e sem chuvas, o que facilita o uso e a propagação do fogo. Além da questão climática, Setzer disse que o aumento expressivo dos focos de queimadas de um ano para o outro também se deve à dinâmica do setor agropecuário e ao período eleitoral. 
Na avaliação do pesquisador, o momento econômico favorável à expansão dos rebanhos e das áreas agrícolas leva ao aumento do uso de fogo pelos produtores rurais, para abrir pastagem e limpar a terra para o cultivo. Com a estiagem e a vegetação seca, o risco de perder o controle…

Está definido: Plutão não é planeta!

Imagem
Agora é oficial: os livros de ciência podem ser alterados. Plutão acaba de ser rebaixado e o número de planetas no Sistema Solar volta a ser oito. Aquele que há sete décadas ficou conhecido como o nono e mais distante planeta em órbita do Sol passa a ser simplesmente um “planeta anão”.

Esse é o fim da novela que mobilizou a comunidade astronômica mundial desde a semana passada, quando começou a 26ª assembléia geral da União Astronômica Internacional (UAI), em Praga, na República Tcheca. A primeira proposta, feita no dia 16 por um comitê de especialistas, não passou. A idéia de que Plutão continuasse planeta e outros engrossassem a lista, como Caronte, Ceres e Xena (ou 2003 UB313), não teve o voto da maioria dos participantes da reunião.

A questão principal não foi a massa de Plutão, menor que, por exemplo, da Lua terrestre, mas a sua órbita. Para ser considerado planeta, Plutão precisaria ser o objeto dominante em sua órbita, mas essa se encontra com a de Netuno, que é mais de 20 v…