quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Nordestinos são apontados por pesquisa como o povo mais feliz do Brasil


Os nordestinos podem dizer mais uma ver que têm orgulho de fazer parte da região mais feliz do Brasil, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea),  a nota média da região Nordeste ficou em 7,38. Segundo relatou o instituto, se fosse um país, a região estaria em 9º lugar na classificação global, entre belgas e finlandeses.




Quem não ficou muito feliz com a notícia mora no Sudeste, considerada a mais rica do país.  A região foi considerada a mais infeliz com indice de apenas 6,68 – atrás das regiões Centro-Oeste, com 7,37 de desempenho, o Sul com 7,20 e o Norte, de 7,13.





O estudo foi feito com 3.800 brasileiros, baseado em uma série de pesquisas – sobre satisfação de vida – da consultoria Gallup World Poll, conhecida pelo ranking mundial de felicidade.

Dinheiro e felicidade
De acordo com o Ipea, quem ganha mais de R$ 5.451 teve melhor desempenho no ranking da felicidade, de 8,36. No entanto , quem tem rendimentos entre R$ 2.276 a R$ 5.450 ficou com 7,66. O pior desempenho foi registrado por quem tem a pior renda – abaixo de R$ 545, com 6,53 no índice.

Criatura estranha encontrada em lago intriga moradores de cidade no Panamá


'ET' foi morto por adolescentes entre 14 e 16 anos em Cerro Azul. 
Pesquisadores investigam criatura, não catalogada como animal.
Uma estranha criatura intriga a população de uma cidade do Panamá. Morto por cinco adolescentes em um lago de Cerro Azul, o ser não identificado é apontado como extraterrestre, mas pode ser apenas um animal ainda não catalogado pelos biólogos ou com problemas de formação. 
Segundo jornais panamenhos, cinco adolescentes entre 14 e 16 anos estavam em torno do lago, no sábado, quando viram uma criatura bizarra saindo de uma gruta. Assustados com sua aparência e com medo de serem atacados, os jovens atiraram pedras até matá-la e a jogaram na água. 

Foto: Reprodução/Telemetro

Pesquisador diz que características da criatura são 'muito peculiares'. (Foto: Reprodução/Telemetro.com)

A notícia logo se espalhou pela cidade. Retirada do lago, a criatura foi apontada como um "ET" por moradores da região e pela imprensa local. Outros a descreveram como o personagem "Gollum", da trilogia "O senhor dos anéis".

Ouvido pela rede de jornalismo Telemetro, o especialista em vida silvestre do órgão nacional de meio ambiente Melquiades Ramos disse que o caso está sendo investigado e que as características da criatura são "muito peculiares". 

Nesta terça-feira , foi encontrado no local um animal sem cabeça, que seria um bicho-preguiça. Ainda não se sabe se há alguma relação com o caso do ser encontrado no fim de semana. 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

A HISTÓRIA OCULTA DO MUNDO ISLÂMICO: A PEDOFILIA DO HAMAS


Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da liberdade do Hamas", os "rebeldes", o mundo desconhece uma das histórias mais SÓRDIDAS de abuso infantil, torturas e sodomização do planeta, vinda do fundo dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas, que envolvem até crianças de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical.

Infância perdida, abuso certo: ficaremos calados?
A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).


Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.


Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.

"Nós estamos felizes em dizer à América que ela não pode nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.

Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.


As garotas na pré-puberdade (pré-puberdade?????), que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.

"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.

As fotos do casamento relatam o resto desta história repugnante.

Noivas de 4 a 10 anos e presentes de $500

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta e quase todas em países muçulmanos.

Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.

Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.

Nesta hora até a miséria desaparece de Gaza: carros de luxo para meninas reduzidas a lixo.


A prática da pedofilia teria base e apoio do islã. O livro Sahih Bukhari em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas ocorreram aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda...

Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:

Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota... É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Cingapura: Conheça o maior Oceanário do Mundo


Mais de cem mil animais de 800 diferentes espécies em 60 milhões de litros de água. Eis alguns dos números recordes da grande atração de Cingapura: “o maior oceanário do mundo”.
O Marine Life Park (Parque de Vida Marinha), inserido em Sentosa, uma ilha-resort que funciona como um gigantesco parque turístico e de diversões em Cingapura, fecha o pacote de investimentos de mais de sete mil milhões de dólares previstos para este espaço. O Marine, abriu em 7 de dezembro e interligará dois mundos: o parque aquático Adventure Cove e o Southeast Asia Aquarium. O resultado: o maior oceanário do mundo.
00002
Pelos vários tanques é possível observar mantas, tubarões-martelo ou golfinhos-nariz-de-garrafa. Estes últimos, aliás, têm estado no centro de uma discussão que envolve diversas associações de ativistas, que reclamam pela liberdade dos 25 exemplares capturados. O parque diz que estes golfinhos não fazem parte da lista de animais ameaçados e considera que a sua liberdade não é uma certificação de qualidade de vida: “Ver um golfinho em liberdade não significa que ele já não tenha ingerido objetos indevidos, comido peixes infectados por substâncias radioativas ou sobrevivido a um ataque de um tubarão esfomeado.”


Polêmicas à parte, o parque oferece uma grande quantidade de entretenimentos e pretende ser muito mais do que ‘apenas’ o maior oceanário do mundo. Há a possibilidade de passar divertidos momentos com golfinhos, nadar num recife artificial com milhares de peixes coloridos ou aproveitar as emoções proporcionadas por um conjunto de tobogans e piscinas. O aquário também servirá para o estudo dos oceanos e para vários projetos de investigação.
00003
“Com a abertura do novo Marine Life Park, acreditamos que iremos ajudar a posicionar Cingapura, na região, como o destino líder para famílias durante muitos anos”, resumiu Tan Hee Teck, diretor-geral do Parque. A ilha-resort, inaugurada em 2010, inclui, em mais de 49 hectares, seis hotéis, um mega centro de convenções, casino, centros comerciais, um museu marítimo, além do novo parque e, entre outros predicados, a Universal Studios Singapore.

O novo oceanário passará a ser a estrela da lista dos maiores do mundo, que inclui os espaços na Geórgia (EUA), Okinawa e Osaka (Japão) e os oceanários de Lisboa e Valência.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Militares tomam sangue de cobra durante treinamento de sobrevivência em selva!!

 Fuzileiros navais americanos que participam de um programa internacional de sobrevivência na selva na Tailândia enfrentaram nesta quarta-feira uma série de exercícios bastante extremos.









Capturar, matar e beber o sangue de cobras foi um deles


Cerca de 13 mil militares de sete países (Coreia do Sul, Indonésia, Tailândia, EUA, Cingapura, Japão e Malásia) participam do exercício.



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Queda de meteorito deixa centenas de feridos na Rússia


Vítimas tiveram ferimentos causados por estilhaços de vidro.
Mais de 100 pessoas tiveram que ser hospitalizadas.


Cerca de 500 pessoas ficaram feridas em consequência de um meteorito que atravessou o céu sobre a Rússia nesta sexta-feira (15), lançando bolas de fogo na direção da Terra, quebrando janelas e acionando alarmes de carros.
Segundo agências de notícias russas, o Ministério de Situações de Emergência do país informou que 514 pessoas ficaram feridas e buscaram assistência médica, incluindo 82 crianças. Destas, 112 foram hospitalizadas.

Moradores que estavam a caminho do trabalho em Chelyabinsk ouviram um barulho que parecia ser de uma explosão, viram uma luz forte e sentiram uma onda de tremor, de acordo com um correspondente da Reuters na cidade industrial, que fica a 1.500 quilômetros de Moscou.
O meteorito atravessou o horizonte, deixando um longo rastro branco em seu caminho que podia ser visto a até 200 quilômetros de distância, em Yekaterinburgo. Alarmes de carros soaram, janelas quebraram e telefones celulares tiveram o funcionamento afetado pelo incidente.
"Eu estava dirigindo para o trabalho, estava bem escuro, mas de repente veio um clarão como se fosse dia", disse Viktor Prokofiev, de 36 anos, morador de Yekaterinburgo, nos Montes Urais. "Me senti como se estivesse ficado cego pela luz", acrescentou.
Não foram relatadas mortes em consequência do meteorito, mas o presidente Vladimir Putin, que nesta sexta recebe ministros da Fazenda dos países do G20, e o primeiro-ministro Dmitry Medvedev foram notificados sobre os acontecimentos.
Não há informações sobre a relação da queda do meteorito com a passagem, nesta sexta, de um asteroide de 50 metros de comprimento a 27.700 km acima da superfície da Terra. A distância é menor do que a órbita dos satélites de comunicação.  Alguns veículos da imprensa chegaram a informar que uma chuva de meteoritos teria caído sobre os Urais.

"Não foi uma chuva de meteoritos, mas um meteorito que se desintegrou nas camadas baixas da atmosfera", disse à agência "Interfax" a porta-voz do Ministério para Situações de Emergência da Rússia, Elena Smirnij.

Elena acrescentou que a onda expansiva provocada pela queda do corpo celeste quebrou as janelas de "algumas casas na região".
A porta-voz ministerial também informou que a queda do meteorito não alterou os níveis de radiação, que se mantêm dentro dos parâmetros frequentes para a região.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Conheça um pouco da história do carnaval da Bahia

O carnaval de Salvador é hoje a maior festa de participação popular do planeta. Durante seis dias de festa, cerca de 2 milhões de foliões percorrem os circuitos, batizados Batatinha, Dodô e Osmar. Mas, nem sempre foi assim. Até o final do século XIX, a pequena burguesia e a elite se divertiam em desfiles e clubes, com bailes de máscaras ao som de marchinhas.
Os títulos dos circuitos são homenagens a grandes nomes no carnaval baiano. “São justas homenagens, a Dodô e Osmar, criadores do trio elétrico, e a Batatinha também, um dos grandes nomes do samba baiano, uma prova de que o samba é daqui”, afirma o historiador Manuel Passos, que também defende uma homenagem a Orlando Campos, criador do Trio Tapajós. “Entre 1963 e 1979, quando Dodô e Osmar estiveram afastados, foi o Trio Tapajós que segurou o carnaval da Bahia. Portanto, acho que ainda falta uma homenagem para ele”, diz.

Na Baixa dos Sapateiros, a festa dos negros era embalada pelos grupos Embaixada Africana e Pândegos D’África. O “divisor de águas” da Folia de Momo veio mesmo em 1950, com a criação do homenageado de 2010: o trio elétrico. A chegada do carro mais animado da festa, com as guitarras elétricas e o povo em polvorosa criou o primeiro circuito da festa: o Osmar, entre o Campo Grande e a Rua Chile. “Era um circuito único e tudo se concentrava ali. Havia os pontos de encontros dos jovens, dos trios”, explica o historiador.
No início da década de 1980, surgiu o segundo circuito, conhecido como Barra-Ondina, mas oficialmente batizado de Dodô. A restauração e a elevação do Pelô a patrimônio da humanidade fez surgir o último dos circuitos da festa, nas ruas do Centro Histórico, chamado Batatinha. “Uma justíssima homenagem a um dos maiores nomes do samba na Bahia, que foi o Batatinha, uma prova de que o samba é baiano”, diz Passos.
Escolher entre um dos três circuitos implica em adotar horários e gêneros musicais diferentes. Para Passos, o carnaval baiano sempre foi um palco de misturas, de todos os ritmos. “Tudo é permitido. Uma vez a Ave Maria foi tocada às 18h em cima do trio elétrico, com todo mundo em silêncio, foi uma das cenas mais bonitas que eu já presenciei”, testemunha.

Osmar – É nesse circuito que se encontram a maioria dos blocos alternativos, principalmente até o domingo de carnaval. Blocos afro, como o Malê Debalê, Munzenza, Bankoma, Ilê Aiyê e Cortejo Afro, e blocos infantis também passam por esse circuito. A partir do domingo, os blocos mais tradicionais, voltados para a axé music, começam a passar pelo circuito. Ivete Sangalo, Claudia Leitte, Banda Eva e o trio do Rei Momo fazem a alegria dos foliões entre o Campo Grande e a Praça da Sé.

Dodô – A grande maioria dos blocos de elite faz esse percurso. “O surgimento do circuito Dodô fez com que a elite se deslocasse para lá, deixando o circuito Osmar um pouco de lado”, diz o historiador Manuel Passos. Asa de Águia, Timbalada, Cheiro de Amor, Ivete Sangalo e a Rainha do Axé, Daniela Mercury, fazem o trajeto Barra-Ondina. Este ano, Moraes Moreira também se apresenta, em comemoração aos 60 anos do trio. Pepeu Gomes, Rei Momo, recebe convidados também nesse circuito.

Batatinha – Os independentes se concentram no circuito histórico da festa. Levada do Jegue, Filhos e Filhas de Gandhy, Corisco e Carnapelô são alguns dos principais a desfilarem pelas ruas do Pelourinho.

Para Manuel Passos, a divisão do carnaval baiano em circuitos deu uma nova cara à folia, principalmente com a criação do circuito mais visitado, o Barra-Ondina. “É preciso encontrar formas de restabelecer o circuito Osmar como era antes, como um ponto de encontro que sempre foi”, completa.


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Os efeitos que a falta de gravidade provocam no corpo humano



Desde a chegada do homem à Lua até os dias atuais, as imagens do homem chegando à Lua encantam inúmeras pessoas, entretanto, a vida de um astronauta não é nada fácil. Já imaginou ficar vários dias flutuando no espaço sem sofrer a ação da força da gravidade? Mesmo que possa parecer divertido, a ausência dessa força invisível que nos prende ao solo provoca várias transformações no organismo humano. Mesmo assim, o homem apresenta grande capacidade de adaptação no espaço.

A sensação de ter o corpo empurrado de um lado para outro dentro de uma espaçonave - dando a impressão de que a aeronave está se deslocando e os astronautas estão parados - é o primeiro efeito sentido por eles, quando chegam a um ambiente sem gravidade. Mas e por que isso ocorre? Na verdade, quando estamos submetidos à gravidade o tempo todo - como em nosso planeta -, nem percebemos a ação dessa força, pois a sensação de estarmos presos ao solo passa a ser automática. O corpo só sente essa força quando ela aumenta ou diminui.
Porém esse não é o único efeito. Alguns astronautas relatam que sentem inflar as veias do pescoço poucos minutos após saírem da atmosfera da Terra. Alguns sentidos - como o paladar e o olfato - também ficam alterados: os astronautas só conseguem sentir o sabor das comidas muito temperadas. Outras partes do corpo ainda são afetadas, como os pulmões. Na superfície terrestre, os níveis de oxigênio e de sangue nesse órgão são constantes; já no espaço, esses níveis se alteram.


Em viagens mais longas, os astronautas têm ainda que enfrentar problemas psicológicos. Isso porque eles ficam limitados em um espaço limitado, isolados da vida normal da Terra e convivem com um grupo pequeno de companheiros, e normalmente  de outras nacionalidades. Essas mudanças podem provocar ansiedade, insônia, depressão, além de criar situações de tensão na equipe.
Quando os astronautas retornam à Terra, novas mudanças ocorrem em seus corpos. Embora os efeitos da falta de gravidade sejam completamente reversíveis, o corpo tende a voltar ao normal só uma ou duas semanas depois do retorno. Muitos astronautas ficam desorientados e não conseguem manter o equilíbrio do corpo, além de apresentarem um enfraquecimento dos ossos, que podem se quebrar mais facilmente. 


Muitos médicos pesquisam os efeitos da ausência de gravidade no corpo humano, para melhorar os cuidados com a saúde não só daqueles que viajam pelo espaço, mas também dos que ficam na Terra. Isso porque os efeitos de uma viagem espacial são semelhantes a algumas das consequências do envelhecimento do organismo. Como podemos  perceber, a vida de um astronauta é muito mais difícil do que parece à primeira vista.

Pescadores levam susto após tubarão saltar dentro do barco


Incidente ocorreu em pescaria no Golfo do México.
Tubarão danificou o barco antes de morrer horas depois.

O norte-americano Jason Kresse disse que um tubarão de 2,4 metros e 170 quilos saltou dentro de seu barco enquanto ele e dois colegas estavam pescando na segunda-feira no Golfo do México. Ele contou que eles não conseguiram chegar perto do predador para jogá-lo de volta ao mar. O tubarão acabou danificando o barco antes de morrer horas depois.
Tubarão de 2,4 metros e 170 quilos saltou dentro de seu barco. (Foto: Jason Kresse/AP)Tubarão de 2,4 metros e 170 quilos saltou dentro de seu barco.
Jason Kresse exibe o tubarão em Freeport, no estado do Texas. (Foto: AP)Jason Kresse exibe o tubarão em Freeport, no estado do Texas. 

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Franco-atirador mais letal dos EUA é assassinado em campo de tiro


Chris Kyle.
Washington, 3 fev (EFE).- O ex-militar Chris Kyle, conhecido como o franco-atirador mais letal da história recente dos Estados Unidos e responsável por mais de 150 mortes, foi assassinado ontem em um campo de tiro no Texas, informaram autoridades americanas neste domingo.


Kyle, de 38 anos, foi assassinado a tiros junto com outro homem identificado como Chad Littlefield, de 35, na tarde de sábado em um campo de tiro em Glen Rose, de acordo com o Departamento de Segurança Pública do Texas. A polícia deteve pouco depois Eddie Routh, de 25 anos, como suspeito de ambas as mortes.

Kyle fez parte da unidade de elite Seal da Marinha americana e combateu no Iraque, onde matou pelo menos 150 insurgentes entre 1999 e 2009, segundo números oficiais do Pentágono, embora ele assegurasse que foram mais de 250.





Após deixar a Marinha em 2009, ele escreveu um livro, "American Sniper", no qual relata seus dias como atirador de elite.





No livro, publicado no ano passado e que esteve na lista dos mais vendidos do jornal "The New York Times", Kyle conta que os insurgentes iraquianos lhe deram o apelido de "diabo" e ofereceram uma recompensa por sua cabeça.
No ano passado, em entrevista à revista "Time", o ex-militar defendeu seu trabalho no Iraque e argumentou que matar insurgentes significava salvar a vida de muitos de seus companheiros.

"Na primeira vez, você nem sequer tem certeza de que pode fazê-lo (matar). Mas eu não estava lá olhando essas pessoas como pessoas. Não me perguntava se tinham família. Só estava tentando manter meu pessoal a salvo", disse nessa entrevista.

Quando jovem, Kyle foi vaqueiro no Texas e começou a atirar ainda criança, quando saía para caçar com seu pai. EFE

Transformae - Colégio Estadual Dona Guiomar Barreto Meira

Com arte e cultura, virada educacional movimenta escolas estaduais “Tomando Partido Pela Es...