quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Feira de Ciências do Colégio Estadual Dona Guiomar Meira

As escolas de uma forma geral elaboram atividades a serem desempenhadas com o objetivo de realizar o ato de educar o aluno. 
Na prática, muitas vezes as atividades que deveriam estar voltadas para a formação integral do aluno, não recebem a verdadeira valorização. 


A Feira de Ciências é um dos principais eventos que estão sendo questionados na educação. De que forma acontece? Seus reais objetivos estão sendo atingidos? 
O ideal é que o educador, seja da rede pública ou privada, repense essa questão. 
A melhor forma de aprender é fazendo. Partindo desse princípio, surge a necessidade de registrar o aprendizado através de “projetos científicos”. 


As exposições são consideradas uma das formas mais eficientes de divulgação científica, acontecendo em maior evidência nas escolas de ensino médio e ensino infantil através da feira de ciências. 

Alguns pontos devem ser questionados pelo educador no sentido de realizar uma feira de forma que venha realmente resultar na ampliação do conhecimento do aluno. Observe: 


• Qual é a finalidade de vivenciar uma feira de ciências ou de conhecimentos na escola?


• Qual a sua relação com os programas escolares?




• Os trabalhos realizados na feira foram exercidos no sentido de construir o conhecimento ou foram realizados apenas para cumprir o calendário escolar da instituição?

• Como esse evento poderia se tornar um forte aliado na formação integral dos alunos?
 


A feira de ciências deve ser preparada com o intuito de atingir certos objetivos e repensando nas questões questionadas acima, o educador pode propiciar a verdadeira valorização que esse evento merece. 


Tal evento tem sido praticado com freqüência nas escolas, visto que se trata de uma divulgação inteligente. 


As exposições que são realizadas no evento, quando consideradas interessantes pelos seus espectadores, estimulam a troca de conhecimentos e muitas vezes quando visitadas por empresários, esses utilizam as informações passadas pelos participantes adaptando-as às suas necessidades. 



O incentivo à realização da feira de ciências deve ser sempre mantido, é necessário deixar claro para os participantes novatos que raramente eles serão classificados em primeiro lugar em relação à idéia defendida e que quanto mais participar, mais seus conhecimentos e experiências irão se acumular, propiciando cada vez mais o sucesso escolar. 

Sugere-se que, enquanto educadores, conscientizem as instituições escolares a repensarem na feira de conhecimentos ou de ciências, dando importância ao evento desde o início do ano letivo, visto que nesse momento é que é construída e reconstruída a proposta pedagógica da escola.






















quarta-feira, 25 de setembro de 2013

JOGOS ESCOLARES - COLÉGIO DONA GUIOMAR BARRETO MEIRA


A brincadeira constitui um incentivo ao desenvolvimento de novas habilidades e à busca de novas explicações, pois, para as crianças, é sempre mais agradável trabalhar sobre situações imaginárias e hipotéticas, seguindo determinadas regras.






Os jogos e as brincadeiras são fontes de felicidade e prazer que se fundamentam no exercício da liberdade e, por isso, representam a conquista de quem pode sonhar, sentir, decidir, arquitetar, aventurar e agir, com energia para superar os desafios da brincadeira, recriando o tempo, o lugar e os objetos.

Brincar é colocar a imaginação em ação. O bom jogo não é aquele que a criança pode dominar corretamente, o importante é que a criança possa jogar de maneira lógica e desafiadora, e que o jogo proporcione um contexto estimulador para suas atividades mentais e amplie sua capacidade de cooperação e libertação.


Nesse sentido, o lúdico tem caráter de liberdade e subversão da ordem que contrapõe a lógica da produtividade; indica pistas para definição de papéis sociais e da cultura humana subjetiva.

As brincadeiras estabelecem a relação entre o mundo interno do individuo - imaginação, fantasia, símbolos - e o mundo externo - realidade compartilhada com os outros. Ao mesmo tempo, as crianças, ao brincarem, vão criando condições de separarem esses dois mundos e de adquirirem o domínio sobre eles.


Através da brincadeira, a criança se apropria da realidade, criando um espaço de aprendizagem em que possam expressar, de modo simbólico, suas fantasias, desejos, medos, sentimentos, sexualidade e agressividade.


Nos jogos, a criança começa a estabelecer e entender regras constituídas por si e/ ou pelo grupo. Desse modo, estará elaborando e resolvendo conflitos e hipóteses de conhecimento e, ao mesmo tempo, desenvolvendo a capacidade de entender pontos de vista diferentes do seu ou de fazer-se entender e de coordenar o seu ponto de vista com o do outro.


Por meio dos jogos, pode se criar uma série de situações que envolvam equilíbrio e outros desafios corporais para crianças com uso de objetos, de obstáculos e alvos. Combinados entre si, os jogos podem garantir situações significativas de aprendizagem, favorecendo o desenvolvimento cognitivo e social da criança. Em grupo, os jogos também podem contribuir para desenvolver a solidariedade e a cooperação.

Os jogos e as brincadeiras ajudam as crianças a vivenciarem regras preestabelecidas. Elas aprendem a esperar a sua vez e também a ganhar e perder. E com isso, incentivam a autoavaliação da criança, que poderá constatar por si mesma os avanços que é capaz de realizar, fortalecendo assim sua autoestima.


quinta-feira, 19 de setembro de 2013

VIDA EM MARTE!! SERA?



Curiosity não encontra gás metano na atmosfera de Marte

Análise contradiz estudos anteriores e inviabiliza possibilidade de micróbios produtores do gás no planeta


O jipe-robô Curiosity não identificou nenhum sinal de gás metano na atmosfera de Marte. De acordo com cientistas da Nasa, o resultado do estudo põe na berlinda estudos anteriores que mostravam a possiblidade de vida microbiana no planeta vermelho. A ausência de metano inviabiliza a possibilidade de microorganismos capazes de produzir o gás estarem vivendo abaixo da superfície do planeta.
Desde que pousou na cratera Gale no ano passado, o jipe-robô Curiosity coletou seis vezes amostras do ar de Marte em busca de partículas de metano.




Na Terra, 95% do gás metano é um subproduto de vida, sendo liberado quando animais digerem alimentos ou quando plantas entram em decomposição. Formas de metano produzido sem a biologia também são possíveis, embora sejam muito mais raras.




"Este resultado nos ajudará a direcionar os nossos esforços para examinar a possibilidade de vida em Marte", disse Michael Meyer, cientista-chefe do programa de exploração de Marte da Nasa. "Isso reduz a probabilidade de micróbios produtores de metano na atualidade, mas é endereçado a apenas um tipo de metabolismo microbiano. Como sabemos, existem muitos tipos de micróbios terrestres que não geram metano."

O gás metano, o hidrocarboneto mais abundante no sistema solar, é formado por quatro átomos de hidrogênio ligados a um átomo de carbono. Estudos anteriores haviam apontado concentrações localizadas de metano em Marte. Isto despertou interesse pela possibilidade de uma fonte biológica no planeta vermelho. Porém, estes estudos foram baseados a partir de observações feitas da Terra e da órbita de Marte.

“Não conhecemos uma maneira que faça o metano desaparecer rapidamente da atmosfera”, disse Sushil Atreya, pesquisador da Universidade de Michigan e um dos autores do estudo publicado nesta quinta-feira (19) no periódico científico Science.




"O metano é persistente. Ele duraria centenas de anos na atmosfera de Marte. Sem uma maneira rápida de tirá-lo da atmosfera, as nossas medições indicam que não pode haver tanto metano sendo colocado na atmosfera por qualquer mecanismo, seja a biologia, geologia , ou pela degradação ultravioleta , resultado da queda de meteoritos ou partículas de poeira interplanetária. "

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2013-09-19/curiosity-nao-encontra-gas-metano-na-atmosfera-de-marte.html


quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Trombas d'água 'gêmeas' surgem sobre lago em tempestade nos EUA

Raro fenômeno duplo ocorreu no Lago Michigan, em Wisconsin.
Furacões de água foram fotografados a 6,4 km da cidade de Kenosha.


Da orla, homem observa uma das trombas d'água formadas sobre o Lago Michigan (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)Da orla, homem observa uma das trombas d'água formadas sobre o Lago Michigan (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)
Durante uma tempestade nesta quinta-feira (12), trombas d'água 'gêmeas' surgiram sobre o Lago Michigan ao sudeste da cidade de Kenosha, no estado americano de Wisconsin. O flagra foi feito por um fotógrafo do jornal local "The Kenosha News". 
O Serviço Nacional de Meteorologia em Sullivan disse que o fenômeno, que é basicamente um tornado sobre a água, ocorreu a 6,4 km de Kenosha.
Dupla de trombas d'água é vista sobre o Lago Michigan ao sudeste de Kenosha, no estado americano de Wisconsin. O Serviço Nacional de Meteorologia em Sullivan disse que o fenômeno, que é basicamente um tornado sobre a água, ocorreu a 6,4 km de Kenosha. (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)Dupla de trombas d'água é vista sobre o Lago Michigan, em Wisconsin (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)
Furacões de água foram registrados por fotógrafo de um jornal de Kenosha (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)Furacões de água foram registrados por fotógrafo de um jornal de Kenosha (Foto: Kevin Poirier/The Kenosha News,/AP)

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Cinema na Escola - COLÉGIO ESTADUAL DONA GUIOMAR BARRETO MEIRA



O cinema é muito importante para nosso desenvolvimento, afinal aprendemos sobre caráter, mudamos nossa opinião sobre determinados assuntos, aprendermos a ter mais coragem e acreditar em nós mesmos, podemos ver como fatos do cotidiano são importante e capaz de nos emocionar. Os filmes nos permitem ver a realidade com mais clareza, descobrimos mais sobre nossos sentimentos e emoções. Tem até mesmo um papel de psicólogo afinal pode evitar certas atitudes. Adquirimos conhecimentos de uma forma bem ampla, como a ideia sobre sentimentos que ainda não sentimos, circunstâncias de atitudes sem pensar.  


São os filmes que nos mostram a importância de acreditar em nossos sonhos, quem acredita sempre alcança. Até mesmo viajamos para o passado, descobrimos mais sobre a história do mundo, da humanidade, da sociedade, podemos ver tudo o que conquistamos e como. 

Descobrimos sobre como surgiu nossa cultura, como originou nossas etnias, as tendências religiosas e por quais motivos fazem parte de nossa cultura, a história de muitas danças, os costumes e o porquê de suas roupas. Através dos filmes vamos nos localizando no meio em que vivemos. Nos permite saber mais sobre o futuro, como serão casas, o meio de transporte, a sociedade, até mesmo a consequência do nosso descuido com a natureza. E são por eles que aprendemos que nunca é tarde para amar e que sempre teremos um amor para recordar, que uma doce mentira pode lhe tornar o grande mentiroso, e que sinceramente mulher não parece ficar apenas uma semana de tpm mas sim 500 dias com ela, que uma noite de ano novo pode ser cheia de idas e vindas do amor e que as vezes a verdade nua e crua pode deixar uma vida em conflito, e o principal: sempre irá estar pronta para amar.


Tudo depende de você, e então irá deixar sua vida ser um filme de romance, ficção, terror, comédia ou suspense? Afinal a vida é assim, como um filme.


Conflito na Síria: a primavera que não consegue se estabelecer

A Síria está atravessando um período bastante turbulento com o crescimento das revoltas contra o governo de Bashar al-Assad. Mesmo com as sanções impostas pela ONU, o presidente sírio não abre mão do poder e a escalada de violência aumenta a cada dia.


Bandeira da Síria 
Bandeira da Síria

Desde o início dos protestos sociais em março de 2011, a Síria atravessa um momento de grave tensão social. A maioria da população corresponde aos sunitas, divisão do islamismo que abrange cerca de 90% dos islâmicos do mundo. O presidente sírio Bashar al-Assad pertence à seita islâmica alauita, uma vertente dos xiitas. Os alauitas podem ser considerados como a elite econômica e política da Síria, possuindo também uma posição privilegiada nas forças armadas. O governo sírio é apoiado pelo Irã, país de maioria xiita e que é declaradamente opositor à dominação geopolítica do ocidente na região. Recebe também grande influência do grupo xiita Hezbolah, milícia islâmica que luta pela criação de um Estado palestino e que recentemente assumiu o poder no vizinho Líbano.


Bashar al-Assad chegou à presidência no ano de 2000 após o falecimento de seu pai, Hafez al-Assad, prometendo uma série de reformas que nunca foram realizadas. O partido Ba’ath governa a Síria desde 1963 e pouco tempo depois que chegou ao poder impôs censura à imprensa e decretou um Estado de Emergência, que é quando o governo pode tomar medidas que contrariam os direitos civis em nome dos ideais do Estado, efetuando prisões, impondo toques de recolher, entre outras medidas.


Atualmente o país é governado por uma espécie de cartel formado por governistas e empresários. Algumas reformas políticas foram realizadas nos últimos anos, mas não foram suficientes para impedir as manifestações da população civil que começaram na cidade de Deraa, ao sul, e que se espalharam por todo o país. A violência aumentou muito, e os dados da ONU indicam ao menos 10.000 mortes em 1 ano de conflito.


Ao final do mês de abril de 2011, o governo encerrou o Estado de Emergência que vigorou no país por 38 anos, afirmando que as manifestações políticas pacíficas seriam permitidas no país. Após a projeção internacional da crise, o líder sírio tentou convencer a ONU que as ações contra os manifestantes não eram intensas, diferente das informações que os rebeldes e os opositores em exílio expuseram para a comunidade internacional. ONU e Liga Árabe procuraram saídas diplomáticas e negociaram um cessar-fogo que aparentemente não foi praticado. Os bombardeios contra os focos de resistência rebelde ainda são constantes.


As deserções de soldados sírios começaram a ajudar os opositores, que pretendem criar um conselho transitório de governo. Os principais alvos dos rebeldes são os símbolos do poder do governo, como delegacias e tribunais. As cidades de Aleppo (a mais populosa e importante) e a capital Damasco concentram a maior parte dos confrontos. O número de refugiados já ultrapassa a marca de 250 000 indivíduos, a sua maioria em direção à Jordânia.


Os Estados Unidos parecem não querer interferir diretamente na questão Síria por entenderem o momento inoportuno para encarar o Irã, que pode se sentir ameaçado ao ver o ocidente interferindo nas políticas internas do seu aliado. Além disso, a característica apresentada pelo governo norte-americano de Barack Obama é evitar “novos Iraques”, isto é, guerras dispendiosas do ponto de vista financeiro e humano. Há uma disposição por parte da ONU de tomar medidas mais drásticas contra Bashar al-Assad, que são veementemente refutadas por China e Rússia, países que possuem em seus territórios conflitos separatistas e etnias que buscam autonomia. Várias sanções políticas e econômicas já foram impostas, como o congelamento dos bens do Estado sírio e a suspensão da comercialização do petróleo, principal produto exportado pelo país. A saída de al-Assad é algo inevitável, mas pode ceifar milhares de vidas até a sua consumação.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

BANDA MARCIAL FALCÕES DA BAHIA - COLÉGIO ESTADUAL DONA GUIOMAR BARRETO MEIRA

BANDA MARCIAL FALCÕES DA BAHIA PARTICIPA DE MAIS UMA ETAPA DA VIII COPA BAIANA DE BANDAS E FANFARRAS



A Banda Marcial Falcões da Bahia do Colégio Estadual Dona Guiomar Barreto no bairro Parque Residencial em Juazeiro, mesmo com todas as dificuldades participou no ultimo domingo (01/09) na cidade de Capim Grosso de mais uma etapa da VIII Copa Baiana de Bandas e Fanfarras realizada pela Federação de Bandas e Fanfarras da Bahia.






A banda que vem com o histórico de ser a atual VICE-CAMPEÃ DA BAHIA (pela FBF em 2012) e que em sua ultima participação (já em 2013) ficou em 1º lugar na etapa da cidade de Cansanção, mais uma vez pontuou no campeonato afim de alcançar seu objetivo maior, chegar à final.




“Gostaríamos em nome de todos os componentes e diretores da Falcões de agradecer a toda direção da nossa Escola que mesmo com as sua limitações vem ajudando o nosso grupo, ao nosso amigo Fabiano e Neto da Fanfarra Paulo VI pela força, e em especial ao Vereador Café que vem ajudando a nossa banda e dando aos seus componentes atenção, apoio e confiança no trabalho que vem sendo feito” destacou Silvino Araújo, regente da banda.


A próxima etapa da VIII Copa Baiana de Bandas e Fanfarras está prevista para o dia 06 de Outubro (possivelmente em Juazeiro), que ainda será definida pela FBF.


Transformae - Colégio Estadual Dona Guiomar Barreto Meira

Com arte e cultura, virada educacional movimenta escolas estaduais “Tomando Partido Pela Es...