sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O Paraiso da Península de Yucatán, México.




Península de Yucatán é o nome dado a uma porção de terra no norte da América Central. Com uma área de aproximadamente 145 000 km², ela pertence ao México, e abriga os estados de Yucatán, Quintana Roo e Campeche. Yucatán serve também de limite entre o Golfo do México e o Mar do Caribe, e ainda demarca o limite territorial do México com seus vizinhos Guatemala e Belize.
peninsula de yucatan
Os limites adjacentes do continente são, a sudoeste, a lagoa de Términos, no estado de Campeche; a noroeste, o estuário de Celestún e o porto de Sisal no estado de Yucatán; a noroeste, o Cabo Catoche, no estado de Quintana Roo; a sudeste, a baía de Chetumal, no estado de Quintana Roo e o golfo de Honduras.
A península de Yucatán consiste numa imensa placa de pedra calcária plana, com uma fina e superficial camada de solo que a recobre. Há poucos lagos e os rios são em sua maior parte, subterrâneos. O calcário poroso da zona criou cenotes que são a principal fonte de água para a área (cenote é um buraco profundo, uma dolina cheia de água, criada quando o telhado de uma caverna subterrânea desmorona). Isto dá origem a uma piscina natural que é preenchida pela chuva e água dos rios subterrâneos. A baixa altitude do Yucatán e o clima tropical contribuem para dias quentes e úmidos na maior parte do ano.
cratera yucatan
No período colonial espanhol, a região correspondia, desde o início do século XVI ao início do século XIX, a Capitania Geral de Yucatán. A região abriga sítios arqueológicos mundialmente famosos, como por exemplo, Chichen Itza, Uxmal, Coba e Tulum, além de cidades coloniais, com destaque para Mérida, a capital do estado de Yucatán, Valladolid, próxima a Chichen Itza, e ainda a cidade de San Francisco de Campeche, no estado de Campeche, declarada patrimônio cultural da humanidade pela UNESCO.

A região é abundante ainda em parques e reservas naturais. É uma área considerada excelente para observação de pássaros, pois mais de 450 espécies de aves foram identificadas em Yucatán. Quanto aos parques e reservas, merecem citação o Parque Rio Celestun, onde há uma boa quantidade de flamingos, assim como muitas outras aves e animais, e que pode ser visitada a cerca de um dia de viagem de Mérida. Há ainda a Reserva da Biosfera Sian Ka'an, localizada ao sul de Tulum, plena de manguezais, lagoas, savanas, recifes de corais, florestas e com templos maias ainda pouco conhecidos.
Segundo especialistas, teria sido em Yucatán o local do impacto do asteróide que dizimou os dinossauros há mais de 65 milhões de anos. Na figura ao lado, filtros especiais foram usados para gerar imagem da Cratera Chicxulub.





terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

11 MELHORES SELFIES.

E a febre de tirar selfies não para. Uma moda que veio para ficar definitivamente, a não ser que não exista mais celular no planeta. Acho difícil.
Junto com esse novo método de auto retrato, está surgindo também acessórios para que você tire a selfie perfeita, como o famoso “pau de selfie” ou “bastão de selfie”, fora os milhares de aplicativos com filtros para deixar a sua selfie profissional.
Acompanhe abaixo 11 selfies irreverentes, como você nunca imaginou tirar!
 1. Selfie nas nuvens e cabelos ao vento!
selfie1
2. Selfie nos prédios de Dubai! Selfie chique e rica!
selfie2
3. Selfie enquanto admira suas fazendas! Selfie do Rei do gado!
selfie 3
4. Selfie do ladinho de Cristo. Pra aumentar a fé e Ele ouvir melhor os pedidos!
selfie4
5. Selfie procurando água em Marte. Tomara que encontre!
selfie5
6. Selfie do Caio Castro em gravações no Egito.
selfie7
7. Selfie com o amor no foguete de teste da Nasa.
selfie8
8. Selfie nas dunas. Comendo areia com essa mobilete.
selfie9
9. Selfie do amigo do Caio Castro. Imitão.
selfie10
10. Selfie no lançamento de Satélite. Lá a internet pegou 1000G.
selfie11
11. Selfie enquanto cai uns mísseis ali nos terroristas.
selfie12

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

17 obras de arte que desafiarão sua inteligência e ativarão sua criatividade.

é um artista canadense, mestre da arte fantástica, que, em suas obras, cria ilusões que interagem entre o mundo real e o imaginário fazendo com que o espectador reflita sobre o que está vendo e tente desvendar mistérios implícitos.
Suas ilusões fazem ligações entre mundos distintos, unem o real e o fantástico. Rob Gonsalves não nos responde qual é de fato a realidade, isto é função de quem se dispõe a explorar as suas telas.
A mensagem principal de suas obras é que não podemos, e nem devemos acreditar do que enxergamos logo no primeiro momento. Analisar e se deixar surpreender. É o tipo de pintura onde você consegue captar realidades paralelas distintas em um mesmo quadro.
Assim é o mundo da arte, sem fronteiras, sem barreiras, onde tudo é possível e tudo está em constante transformação.
Rob Gonsalves ainda produz diversas telas, está estabelecido no mercado internacional, e pode ser comparado também a Rene Magritte e suas viagens fantásticas!
1
Rob Gonsalves
2
Rob Gonsalves
3
Rob Gonsalves
4
Rob Gonsalves
5
Rob Gonsalves
6
Rob Gonsalves
7
Rob Gonsalves
8
Rob Gonsalves
9
Rob Gonsalves
10
Rob Gonsalves
11
Rob Gonsalves
12
Rob Gonsalves
13
Rob Gonsalves
14
Rob Gonsalves
15
Rob Gonsalves
16
Rob Gonsalves
17
Rob Gonsalves

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

4 monumentos e artefatos misteriosos que intrigam o mundo!!

Você não acha fascinante que, mesmo com todo o conhecimento que temos atualmente— sobre engenharia, arquitetura, antropologia, civilizações antigas etc. —, ainda existam monumentos e artefatos que guardam mistérios sobre como foram construídos, por quem e para qual finalidade? Pois o que não faltam pelo mundo são exemplos que, apesar de serem bem conhecidos, continuam guardando muitos segredos. Confira 4 deles a seguir:

1 – O Complexo de Teotihuacan

Teotihuacan — cujo nome significa “local onde os deuses foram criados” — fica localizado no México, próximo à capital do país. Esse enorme complexo de ruínas chegou a ser uma das maiores cidades do planeta por volta do ano 600 d.C., e, apesar de os astecas terem ocupado o local e terem sido os responsáveis por dar a ele o nome que conhecemos atualmente, não foram eles que construíram Teotihuacan.
Ninguém sabe dizer ao certo quem construiu a cidade, e, segundo os arqueólogos, ela já existia há mais de mil anos quando os astecas chegaram. Isso significa que eles ocuparam ruinas abandonadas por outra civilização, e não foram os únicos, já que existem vestígios em Teotihuacan que indicam que os maias, mixtecas, zapotecas e toltecas também ocuparam o complexo.

2 – A Cidade Perdida dos Incas

Conhecida mundialmente como Machu Picchu, a cidade perdida dos incas está situada no topo de uma montanha, e, embora os peruanos soubessem de sua existência, ela só foi descoberta pelos arqueólogos em 1911. As ruínas formam um grande complexo composto por templos, casas, praças e palácios, e ninguém sabe qual era o seu real propósito. Contudo, ao contrário de Teotihuacan, em Machu Picchu não restam dúvidas de quem forram seus construtores.
Mas a finalidade do complexo não é o único mistério sobre Machu Picchu. Os incas construíram a cidade há cerca de 500 anos e, além de não dominarem a escrita, eles não faziam uso do ferro, do aço ou rodas, e levantaram estruturas com pedras cortadas e polidas de forma bastante precisa que se encaixam perfeitamente, como se fossem peças de um quebra-cabeça gigante.
O trabalho dos antigos construtores é tão impressionante que, mesmo depois de séculos e de incontáveis terremotos, em alguns pontos do complexo é impossível fazer passar uma folha de papel entre os tijolos que compõem as ruínas.

3 – Os Moais da Ilha de Páscoa

Quem nunca se sentiu intrigado pelas inconfundíveis estátuas que se encontram na Ilha de Páscoa? Elas recebem o nome de “moais” e podem pesar mais de 80 toneladas, mas, apesar das muitas teorias que existem para explicar sua existência, ninguém sabe exatamente como ou por que os antigos habitantes da ilha — os Rapa Nui — dedicaram tanto tempo e esforço na construção dessas estruturas.
Esse mistério é especialmente intrigante quando consideramos as teorias de alguns estudiosos que acreditam que a criação de todas essas estátuas gigantes pode ter provocado o colapso ecológico da ilha e acabado com as fontes de alimento, levando seus habitantes ao canibalismo.

4 – As Esferas da Costa Rica

Descobertas na década de 30 por trabalhadores da United Fruit Company — uma multinacional norte-americana que se dedicava à produção e comércio de frutas tropicais —, as esferas de pedra da Costa Rica são um mistério que até hoje permanecem sem explicação. E existem centenas delas, sendo que algumas são do tamanho de bolas de basebol e outras tão grandes quanto um carro.
Conhecidas pelo nome de “diquís”, essas pedras são quase perfeitamente esféricas e aparentemente foram esculpidas por mãos humanas. No entanto, ninguém sabe por que elas foram feitas, qual era a sua finalidade nem quem foram seus escultores, mas os arqueólogos estimam que as esferas tenham sido produzidas entre os anos de 600 e 1500 d.C. por alguma civilização extinta.

Bônus

As Pedras Guia da Geórgia

Também conhecidas como “Stonehenge Norte-americano”, as Pedras Guia da Geórgia foram construídas no Condado de Elbert em 1979, o que as torna o elemento mais jovem da nossa lista. O monumento — que mede quase 6 metros de altura — foi encomendado por um homem desconhecido identificado apenas pelo pseudônimo R.C. Christian e é composto por seis pedras de granito dispostas com algumas características astronômicas.
Mas o mais intrigante é que as pedras trazem uma espécie de “dez mandamentos” em suas superfícies, em frases gravadas em oito idiomas — inglês, russo, hebreu, chinês, espanhol, hindi, suaíli e árabe. Também existe uma mensagem curta na parte superior do monumento escrita em quatro idiomas antigos, o babilônio, sânscrito, grego clássico e hieróglifos egípcios.
Os mandamentos consistem em comandos como “proteger povos e nações com leis e tribunais justos”, “equilibrar direitos pessoais com deveres sociais”, “evitar leis insignificantes e governantes desnecessários”, “unir a humanidade com um novo idioma vigente” e “não ser um câncer sobre a terra – deixar espaço para a natureza”, por exemplo.
Contudo, o primeiro dos mandamentos é “manter a humanidade abaixo de 500.000.000 em perpétuo equilíbrio com a natureza”, e muitos acreditam que ele estabelece que a população mundial deveria ser radicalmente reduzida. Ninguém conhece o propósito das Pedras Guia — nem a real identidade do homem que encomendou o monumento —, mas teorias da conspiração apontam que a estrutura está relacionada com as metas da Nova Ordem Mundial.

19 fotos que provam que a natureza na Austrália é assustadora!!


1 – Pítons tão grandes que conseguem erguer marsupiais

Na foto, vemos uma dessas cobras gigantes erguendo um wallaby, que é apenas um pouco menor do que um canguru.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



2 – As virulentas raposas-voadoras

Embora pegar uma doença diretamente desses grandes morcegos seja algo incomum, sabe-se que eles são portadores de dois vírus capazes de matar.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



3 – Grandes tubarões brancos surfando

Se você achava que era só os humanos que curtiam pegar uma onda, então olhe de novo. Na Austrália não é incomum que esses assustadores predadores marinhos cheguem perto das praias.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed




4 – Crocodilos na marola

Afinal, não são só os tubarões que podem, certo?

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



5 – Cobras que comem crocodilos

Qualquer semelhança com uma serpente gigante famosa por uma série de filmes de terror pode não ser mera coincidência.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



6 – Montes e montes de aranhas

O país é famoso também pela quantidade e variedade de espécies de aranhas, sendo muitas delas venenosas.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



7 – Enxames e infestações de insetos e moscas

Nada letais, mas nem por isso pouco incômodos, esses pequenos seres costumam voar em bandos e se agruparem em todo tido de superfície – até mesmo as cabeças e corpos de transeuntes desavisados.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed




8 – Lacraias gigantes venenosas

Esses assustadores bichinhos podem morder se forem perturbados ou manuseados de forma inadequada. Seu veneno pode causar uma dor intensa que leva dias para passar. Ah, e eles conseguem até se alimentar de cobras!

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



9 – Crocodilos muito, muito grandes

Esses enormes, assustadores e letais répteis costumam dar um passeio pelas ruas das cidades australianas.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



10 – Um balde cheio de aranhas letais

Capturados na região de camping das Blue Mountains, cada um desses pequenos aracnídeos Atracinae é capaz de matar com uma mordida.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



11 – Bichos subterrâneos grotescos

Eles são inofensivos, mas essas minhocas gigantes e grilos-toupeira certamente não são agradáveis para quem sente repulsa por insetos e seres rastejantes.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



12 – Pássaros grandes e raivosos

Invada o território de um desses casuares e se arrisque a voltar para casa com alguns ferimentos.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed


13 – Água-viva minúscula e letal

Embora sejam menores que uma unha, as águas-vivas irukandji podem ser algumas das criaturas mais perigosas da Austrália. Seu veneno é 100 vezes mais potente que o de uma cobra poderosa e mil vezes mais forte que o de uma tarântula.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



14 – O único polvo fatal para humanos

Único ser do tipo cujo veneno é capaz de nos matar, o polvo-de-anéis-azuis é certamente um adversário a ser temido. Embora o animal seja pequeno, não existe antídoto para sua substância.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



15 – Caracol que pode causar asfixia

A mais venenosa das quinhentas espécies de caracóis cônicos, o Conus mamoreus já foi responsável por várias mortes humanas. Injetado por um dente similar a um arpão, seu veneno pode causar paralisia dos músculos respiratórios, levando à asfixia e, portanto, à morte.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



16 – Um dos peixes mais camuflados e letais do mundo

Os peixes-pedra são extremamente venenosos e costumam permanecer deitados e imóveis no piso marinho, ficando muito parecidos com simples rochas ou pedaços de coral. Eles possuem espinhos dorsais que podem injetar um veneno extremamente tóxico que causa dor intensa e pode matar.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



17 – Granizo matador

Chuvas de granizo mais intensas podem fazer cair verdadeiros pedregulhos de gelo do céu, maiores do que bolas de bilhar. Um desses na cabeça e você vai se juntar aos seus ancestrais mais cedo.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



18 – Cobras em todos os lugares

Buracos em campos de golfe, lojas de roupas e privadas, nenhum lugar é sagrado para as serpentes australianas. Uma delas já chegou até a ser avistada na asa de uma avião que voava do país para Papua Nova Guiné.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed



19 – Até mesmo poços de água doce podem matar

Em dias em que a temperatura ambiente estiver superior a 24ºC, alguns locais de água doce passam a abrigar espécies de seres microscópicos capazes de causar meningite amébica. Bastante rara, a doença é altamente letal, com uma taxa de sobrevivência de menos de 3%. E basta entrar na água para pegar.

Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed

Mesmo com todos esses pontos medonhos, vale ressaltar que a Austrália é um país de natureza muito bela e com uma cultura bastante rica. E aí, está disposto a se arriscar para conhecer melhor? Deixe sua opinião nos comentários.



FONTE: BuzzFeed

Música na escola: entenda a importância no processo de ensino-aprendizagem / Colégio Estadual Dona Guiomar Barreto Meira

Uma das formas de estimular o desenvolvimento de alunos no processo metodológico é por meio da introdução da música na escola. Isso p...