sexta-feira, 13 de maio de 2016

Confira as paisagens mais surreais do planeta

Terra está cheia de paisagens bizarras. Algumas são formações de terra moldadas ao longo de milhares de anos, enquanto outras são criações feitas pelo homem que alteraram o planeta de forma estranha. A partir de dois lagos salgados de cor rosa, para uma estrutura conhecida como o Eye of the Sahara, aqui estão 8 paisagens que são tão incríveis, que é difícil acreditar que elas são reais.

Perto da cidade de Torrevieja, na Espanha existem dois lagos salgados de cor rosa, chamado Las Salinas de Torrevieja. A cor é proveniente de algas que liberam um pigmento vermelho sob certas condições.
pink
Em Genebra, na Suíça os viajantes podem testemunhar a visão majestosa de dois rios se colidindo uns com os outros. O rio Rhone começa no Lago Lehman, enquanto o Rio Arve é alimentado por geleiras do vale de Chamonix.
sds

Danakil, no nordeste da Etiópia, é um dos lugares mais quentes do planeta, com temperaturas chegando a 62 graus Celsius.
rskfj
Os terraços de arroz da província chinesa de Yunnan, está esculpida em uma encosta. Diferentes tipos de vegetação deixam a paisagem com cores alternadas.
the-rice-terraces-of-chinas-yunnan-province-are-carved-into-the-hillside-different-types-of-vegetation-lend-the-landscape-its-alternating-hues
Claro que não podia faltar os incríveis Lençóis Maranhenses, essas belíssimas dunas de areia estão localizadas no nordeste do Brasil. Esses vales são preenchidos com água durante a estação chuvosa.
kafjiusywer
Durante a estação chuvosa, o Salar de Uyuni, na Bolívia estão cobertos de uma fina camada de água, criando reflexões surreais do céu.
ggkoei
Localizado em Utah, o Bryce Canyon National Park é o lar de estruturas geológicas de cores vivas.
fkdkfdskfdkg
A Estrutura de Richat, também conhecida como o Eye of the Sahara, permanece como um grande alvo no meio do deserto do Saara. Com um diâmetro que se estende por quase 48 km.
dskfsd


Veja mais aqui http://climatologiageografica.com.br/confira-as-paisagens-mais-surreais-do-planeta/#ixzz48Y1oYhoW

NASA descobre mais de 1.000 planetas e 9 deles podem sustentar vida



A NASA deu um salto pra frente na busca de vida em outros planetas após a maior descoberta já feita pela agência espacial norte-americana. O telescópio espacial Kepler permitiu a identificação de 1.284 novos planetas fora do nosso sistema solar, o número, o maior até agora, dobra o número de planetas existentes além do sistema solar.
Isso nos dá uma nova esperança de que lá fora, em algum lugar, ao redor de um Sol parecido com o nosso, podemos descobrir uma nova Terra.”, diz Ellen Stofan da NASA para a revista The Astrophysical Journal.
A NASA relata que dos mais de 1.000 novos planetas, 550 deles poderiam ser rochosos, como a Terra, e 9 deles orbitam nas zonas habitáveis das suas respectivas estrelas para que pudessem suportar a vida.
Kepler, o caçador de planetas incansável
Com os dados do Kepler, incluindo um catálogo de 4.305 potenciais mundos, os astrônomos determinaram que 1.284 deles têm mais de 99% de chance de serem realmente planetas. Além disso, 1.327 outros mundos também poderiam ser planetas, mas não podemos confirmar isso porque eles não atingem os requisitos mínimos para serem planetas. Os 707 mundos restantes poderiam representar um outro tipo de objeto astrofísico que exige uma investigação mais aprofundada.
Kepler, o caçador de planetas (lançado em 2009), é novamente o protagonista desta descoberta:
Graças ao Kepler e a comunidade de pesquisadores, sabemos agora que podem haver mais planetas do que estrelas. E esse conhecimento vai ajudar a definir futuras missões que nos levam mais perto de descobrir se estamos sozinhos no universo.”, disse Paul Hertz, diretor da Divisão de Astrofísica da NASA.
Com estes 9 planetas, o número de candidatos para mundos habitáveis localizados graças ao Kepler, sobe para 21. Em 2018, o Kepler vai se aposentar e será substituído pelo Telescópio Espacial James Webb (de maior alcance e que será mandado para mais longe da Terra) que terá a ajuda de um instrumento muito mais avançado: o Transiting Exoplanet Survey Satellite

segunda-feira, 2 de maio de 2016

2015 foi oficialmente o ano mais quente já registrado


As temperaturas de superfície da Terra estabeleceram um novo recorde no ano passado, sendo a maior desde que os registros começaram em 1880. Análises separadas pela NASA e pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), revelam que a temperatura média global quebrou o recorde anterior – fixado em 2014 – com um aumento de 0,13 graus Celsius.


“As mudanças climáticas é o desafio de nossa geração, e o trabalho vital da NASA sobre esta importante questão afeta cada pessoa na Terra”, disse o administrador da NASA, Charles Bolden. “O anúncio de hoje não só ressalta como a situação está crítica, mas também é um ponto de dados chave que devem fazer os políticos  tomarem conhecimento do que está acontecendo – agora é a hora de agir sobre o clima”, concluiu ele.
Os dados da NASA são provenientes de 6.300 estações meteorológicas localizadas em todo o mundo, além de uma série de sistemas navais baseados em boias de medições da temperatura do mar e centros de pesquisa estacionadas na Antártida. Os cálculos resultantes de todos estes pontos de observação fornecem uma estimativa da diferença de temperatura média global a partir de um período de referência de 1951 à 1980.
A NASA fez a seguinte animação, que mostra o mundo lentamente ficando cada vez mais quente ao longo dos últimos 135 anos:


Veja mais aqui http://climatologiageografica.com.br/2015-foi-oficialmente-o-ano-mais-quente-ja-registrado/#ixzz47VDpjfMu

Conheça o trem que levita e é mais rápido que um avião

A tecnologia já nos fez conhecer o trem Maglev, que é um trem que não toca os trilhos e levita sobre eles por causa de uma tecnologia que usa magnetismo.

Esse Maglev realmente alcança uma boa velocidade para a locomoção, porém, a Força Aérea dos Estados Unidos resolveu mostrar para o mundo um modelo baseado no Maglev que é mais rápido que um avião!
O tal trem também usa um sistema de magnetismo e outro de elevação a base de hélio líquido, tais sistemas que foram capazes de fazer o modelo chegar a uma velocidade de 1018 quilômetros por hora!
Um avião comercial consegue alcançar a marca de 900 quilômetros por hora, ou seja, este novo modelo baseado no Maglev consegue ser 118 quilômetros mais rápido que um avião!
Mas como essa máquina funciona?
Bem, o veículo usa pequenos foguetes propulsores. Já o hélio líquido ajuda os imãs da máquina a se manterem frios, assim mantendo a estabilidade do trem.
A grande surpresa, no entanto, é que o veículo consegue alcançar tal velocidade em curtas distâncias, já que o teste feito usou uma rota de apenas 640 metros.
Claro, devemos levar em conta que o teste foi feito sem passageiros, isto é, o veículo só precisou lidar com o seu próprio peso.


Veja mais aqui http://climatologiageografica.com.br/conheca-o-trem-que-levita-e-e-mais-rapido-que-um-aviao/#ixzz47VAzEjwk

Música na escola: entenda a importância no processo de ensino-aprendizagem / Colégio Estadual Dona Guiomar Barreto Meira

Uma das formas de estimular o desenvolvimento de alunos no processo metodológico é por meio da introdução da música na escola. Isso p...